sexta-feira, 13 de maio de 2016

Análise semanal - Bleach #673

Father

Fala galera! Depois de uma semana, cá estou eu de volta para falarmos do capítulo dessa semana de Bleach. Ok que nessa semana, talvez, não tenha muito o que se falar, mas vamos ao que interessa porque o capítulo não espera.

Capítulo 673 – Father


E o capítulo já começa nos trazendo de volta o Renji e a Rukia, que estavam sumidos há algum tempo desde que chegaram no palácio do Reiou; e logo a primeira cena do retorno deles é meio cômica, pois eles chegam enquanto a luta contar o Gerard (a nova versão dele) ainda está em progresso, porém a surpresa deles está no fato do Hitsugaya estar mais velho (gerando até comentário do Renji de que aquele era um primo do Hitsugaya).
Nem dá tempo de focar muito nesse ponto, pois é nesse momento que todos, de algum modo, sentem a reiatsu que emana da sala do “rei” e é ali todo foco do capítulo em um modo geral, pois logo no começo Ywach diz que é para o Ichigo ataca-lo porque notou sua postura de combate cheia de aberturas e está apenas esperando o avanço dele. Ywach também reconhece que nosso protagonista está mais forte, deixando declarado que agora sim ele está com seu poder pleno.
Nisso começa-se um diálogo sobre o líder quincy ser pai do Ichigo, uma vez que seus poderes ascendem dessa origem. Ichigo prontamente diz que jamais seria filho de alguém que matou sua mãe e, como resposta, ouve que é uma menininha petulante. Após ouvir isso ele parte para o ataque, porém o ataque é rebatido e ele é contra-atacado por uma aura negra que emana do Ywach.
Ele então se afasta e parte para o ataque novamente, e nesse ataque ele ouve que, para Ywach, as vidas de Quincies que se foram para que ele se fortalecesse é irrelevante, pois esse é o propósito deles. Depois desse discurso, nosso final boss se começa a despertar sua forma máxima e diz que o Moranguinho vai testemunhar toda glória dele.
Assim, antes de qualquer finalização quero apenas deixar as considerações do tio Ikari: Um fato que esse capítulo comprova é que Bleach está dando seus passos rumo ao final cada vez mais rápido, talvez seja apenas achismo meu, mas esse capítulo já deixa claro que a batalha final está aí, resta saber se ele focará nela ou se vai focar nas outras antes. Até porque quero ver o desfecho do combate contra o Gerard (foda-se o Jugram vs Ishida).
Outro ponto que curti bastante foi a questão do Ichigo realmente ter aceitado seu lado Quincy, isso prova que ele evoluiu e não possuí mais dúvidas (ou possui, Kubo curte uns plots furados). Fora tudo isso, também vale menção do momento comédia que esse capítulo teve no começo com o Renji e a Rukia; os dois faziam certa falta na história, idem ao alívio cômico.

No mais, esse capítulo deu meio que um prólogo para o começo do fechamento de pontas soltas. Para o começo do final de Bleach; apenas espero que esse final seja realmente divertido, pois pelo hype que se deu nesse final... tudo se torna possível.
Postar um comentário