User-agent: Mediapartners-Google Disallow: User-agent: * Disallow: /search Allow: / Sitemap: https://projectdollarscast.blogspot.com/sitemap.xml Análise semanal - Bleach #680 - DollarsCast

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Análise semanal - Bleach #680

The end 2 (ou, quando o título faz todo sentido do mundo)

Fala galera! Tudo joia com vocês? Sinceramente, espero que sim. Porque comigo tá, oh... uma beleuza. Em todo caso, hoje não estamos aqui para falar de como estou, mas sim fazer aquela análise semanal gostosa de Bleach.
Análise essa que dá trabalho, mas amo fazer. Enfim... vamos aos comentários desse capítulo legal, que é um prelúdio para o final? Se acomodem e vamos nessa!

Capítulo 680 – The end 2

Depois de Horn of Salvation fazer todo sentido, eis que Tite Kubo consegue a proeza de me entregar um título mais bem casado que ele. Anunciar que estamos bem próximos do final com esse título foi uma sacada bacana, e meio que abriu leque para a contagem regressiva do fim. Fora isso, vale a ressalva que eu brinquei com o fato de Bleach não ganhar color Page a quase UM FUCKING ANO e nesse capítulo a obra ganhou a tão sonhada página; não que seja uma página bonita, Kubo já fez melhores, mas está ok.
O capítulo é, em um todo, broxante. 
Ponto.
Nunca vi uma pessoa para ser tão corta previsões quanto o Kubo. Porra, tava fácil para encaixar o Ishin e o Ryuuken ali, mas ainda sim ele preferiu fazer o plot seguir do jeito que se seguiu, em especial no caso do Ichigo que, novamente, perdeu seus poderes. Agora por absorção. Sério, isso foi meio ridículo demais e, ao meu ver, cria um vilão final mais hypado do que ele já era. Isso me faz apenas pensar naquela saída óbvia (e repetida), de todos darem seus poderes ao Moranguinho e ele vencer por ter se elevado mais que seu inimigo; o que, convenhamos, é um corta empolgação imenso.
Se por um lado esse corte de previsões foi ruim, por outro rendeu um momento de diálogo legal, isso vindo do Ishida. Porque, sejamos francos, a essa altura do campeonato ele falar que considera todo team Kurosaki (sim, inventei agora) como amigos, ficou bonito, apesar de piegas; isso apenas confirmou o que todos já sabíamos, que a traição dele foi mais para estudar os inimigos do que por ele ser um filho de uma santa mãe.
Fora tudo isso, é importante ressaltar que, no momento que o Yhwach absorve o poder do nosso protagonista ele se livra dos Stern Ritters restantes (Gerard e Jugram), ou seja tivemos duas lutas finalizadas de modo idiota. Por puro capricho do vilão final, que se vê em um patamar que não precisa mais de vassalos.
No fim, esse capítulo nada acrescentou e nem retirou. Apenas foi um “fim” de pré batalha final, para o momento hype Ichigo. Após isso é que, provavelmente, veremos a batalha final ocorrendo mesmo, porém até lá muita coisa pode acontecer e isso, de modo geral, frusta quem espera um final logo. Meu palpite é que a obra só acabe daqui uns 6 meses, no mínimo.
Sinceramente, para finalizar, creio que o mais frustante não seja ver a obra sendo cansativa e sim saber que tudo isso foi planejado com antecedência pelo autor... uma pena ver que teremos um final mais “forçado” que aquele da batalha contra o Madara, em Naruto. 
No mais, é esperarmos a próxima semana.

Postar um comentário