User-agent: Mediapartners-Google Disallow: User-agent: * Disallow: /search Allow: / Sitemap: https://projectdollarscast.blogspot.com/sitemap.xml Análise semanal - Bleach #686 (Final) - DollarsCast

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Análise semanal - Bleach #686 (Final)

Death & Strawberry (e lá vamos nós...)

Depois de 15 anos em publicação, eis que chegamos ao final de Bleach. Acabou gente, tudo que é bom (ou não) tem seu fim; e, sinceramente, antes de prosseguirmos quero apenas deixar bem claro que... vou sentir falta da série. Não que ela seja excelente, ou algo assim, mas foi graças a ela que voltei com as análises e, apesar de trabalhosa, muitas das mudanças que fiz no meu estilo de escrita começou daqui, mas é a vida e precisamos seguir em frente, sempre.
Enfim, também quero deixar avisado que achei nhé o anúncio importante, mas ainda assim vamos ver o que vem por aí. Ainda estamos nas comemorações de 15 anos de Bleach e daqui a 5 anos entramos nas comemorações de 20 anos. Quem sabe não tenhamos surpresas? Vamos aguardar.
Sem mais delongas, vamos à análise desse último capítulo.

Capítulo final – Death & Strawberry

Eis um título que remete aos primórdios; pois creio que muitos lembrem que esse foi o título do primeiro capítulo de Bleach, isso lá em 2001 e agora temos ele novamente, para fechar um ciclo. Com direito a despertar a vontade de termos algo a mais.
Quero apenas deixar aquela ciência que sim, estou acompanhando toda frustação dos leitores da obra por esse final, mas sejamos francos: qual outra opção ele tinha de final, minimamente decente? Ele já havia se queimado e se enrolado lá atrás. O que foi feito nesse capítulo foi apenas minimizar todo dano. Se ajudou ou não, aí são outros 500, porém ele tentou criar algo plausível dentro da loucura que ele mesmo se induziu.
Como todos devem se lembrar, o capítulo anterior terminou com a galera da 12ª divisão achando uma reiatsu parecida com a do Yhwach. Entretanto não é assim que esse capítulo começa, pelo contrário ele começa nos mostrando uma criança de cabelos laranjas e no final da página vemos a Hyori, só após isso é que temos contato com os acontecimentos do capítulo passado. Acontecimento esse que é solucionado de modo rápido até, em especial por termos em vista que o foco não é bem essa ocorrência (explicarei a solução mais para frente).
Após essas cenas iniciais vemos o Renji a Rukia indo visitar o Ichigo, lá eles reencontram a galera que estava lá para ver a final do campeonato de boxe na qual o Chad lutará. Nesse ponto descobrimos que o Ichigo, aparentemente, assumiu a clínica do pai dele junto com o Ishida (que agora é doutor); fica meio “no ar” que o Keigo e a Tatsuki estão juntos e aí vem o momento de destruição de Shipp, pois o Kubo juntou o Ichigo com a Orihime e a Rukia com o Renji. E ambos casais possuem filhos.
Nisso voltamos ao ponto que, em determinado momento Ichigo questiona onde o filho dele está, e a Yuzu menciona que ele deve estar no quarto dela (que era o antigo quarto do Ichigo) e aí vem o momento mais WTF do capítulo, pois fica meio subentendido que aquela reiatsu toda fodona do Yhwach foi suprimida/vencida pelo pequeno Kazui. SIM... O GAROTO DE UNS 6 ANOS CONSEGUIU VENCER UMA REIATSU ANORMAL E EXTREMAMENTE FORTE! Durmam com essa!
Passado esse momento vergonha alheia, tivemos o Aizen recitando um monólogo sobre medo e tudo mais e então vemos uma jovem aparecer no quarto. A jovem é Ichika Abarai, filha da Rukia com o Renji e ela já é aprendiz de Shinigami. Após ela se apresentar o pequeno Kazui Kurosaki revela que ele também é Shinigami e... acabou.
Sim querido leitor, são 19 FODENDO páginas que acabam com esse final que parece chamar continuação. Não tem explicação de nada com porra nenhuma e simplesmente acaba assim, desperdiçando todo potencial que a obra ainda teria. Claro que isso não prova, de maneira nenhuma o cancelamento, até porque tem inúmeras obras canceladas que possuem um final mais decente que isso. Sinceramente, esperava mais do Kubo, porém, como já disse no começo, esse é um final Ok; isso se considerarmos todas as ideias de jerico que ele teve ou as contradições no próprio roteiro.

Em todo caso, assim termina uma das obras que teve um começo e meio mais promissor da Jump e acabou descarrilhando todo enredo. No mais, até o mês de outubro teremos uma série de especiais para a obra e irei falar melhor sobre essa questão de estender a obra além do necessário; de modo geral apenas quero agradecer a todos que acompanharam as análises e aguardem que logo mais o sucessor de Bleach nas análises chegará. Apenas lembrando que ainda teremos Live Action de Bleach ano que vem no Japão e as comemorações de 15 anos ainda podem trazer alguma surpresa. Logo não deixem de ficarem ligados.

Postar um comentário