segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Análise semanal - Boku no Hero Academia #105

Deku, o queridinho das mulheres

Fala galera! Como estão? Espero que bem e que tudo esteja na ordem!
Depois de um longo inverno (mentira, foi só um atraso de 3 dias), cá estou eu para trazer aquela análise marota do nosso querido My Hero Academia. Apenas informando, antes de prosseguirmos, que, se tudo ocorrer bem, a JBC começará a publicar o mangá da série em terras tupiniquins ainda nesse mês (se der errado, em outubro ele chega).
Enfim, vamos ao capítulo que está interessante e bem divertido.

Capítulo 105 – A escola Shiketsu ataca!

Sério, antes de começar a falar desse capítulo quero apenas atestar e dar fé aqui: logo mais vão aparecer fãs meio sem noção shippando o Deku e essa moça da Shiketsu que eu esqueci o nome; mais do que isso, vão falar que eles combinam. Nada contra shipps estranhos (eu tenho os meus), mas aqui só há espaço para dois shipps team: Deku & Tsuyu/ Deku & Uraraka, ademais não existe nenhum shipp cabível ou bacana.
Passado esse momento de shippagem (que é deverás estranho), vamos começar efetivamente isso dizendo que esse foi um capítulo que apenas me deixou surpreso com os alunos da Shiketsu. Juro que a priori eu pensava que só tinha mongolão naquela escola, e depois de dois capítulos já acho que eles realmente podem ser uma ameaça como rivais de profissão e um grande incentivo para o crescimento dos jovens da U.A. Acredito que, esse ponto, deverá ser bem explorado em outros momentos, até para dar aquele up no roteiro e não ficar só naquele arroz com feijão de vilão contra herói; é preciso dosar bem as medidas de ritmo para não comprometer todo bom trabalho até aqui.
Fora isso, esse capítulo também foi divertido para vermos como o Midoriya evoluiu. Sei que já disse isso antes, mas a cada capítulo que passa mais parece que o Kohei quer nos mostrar que o protagonista mudou seu modo de agir e está evoluindo como herói, mais do que isso que ele está evoluindo para se tornar digno do legado que lhe foi conferido e, sendo bem franco, isso é gostoso de ver, pois conseguimos sentir que o protagonista aprende com seus erros e tenta fazer seu melhor a cada desafio que aparece em seu caminho; isso tudo sem levar em conta que sua oponente tem uma peculiaridade bem curiosa.
E por falar nessa peculiaridade... rapaz, como essa garota é estranha. Ela conseguiu fazer eu ter a mesma reação que nosso protagonista no final do capítulo, pois a jovem parece ter uma fissura em descobrir motivações dos outros para virarem heróis. Ficou parecendo que ela se motiva assim e isso lhe dá mais gás para derrotar seu adversário, porém se é assim ou não são os próximos capítulos que responderão.

No mais fica válido também ver que o Deku conhece bem a evolução dos seus amigos e ver que essa competição, provavelmente, teremos capítulos mais focados em alguns personagens assim como no desenvolvimento dos mesmos. Agora, só nos resta esperar a próxima semana e ver o que nos espera nessa eliminatória da licença para ser profissional.
Postar um comentário